As regras do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) serão divulgadas ainda essa semana pela Receita Federal.

Segundo a Agência Brasil, com a informação da própria coordenadora da área de Imposto de Renda da Receita Federal, Cláudia Pimentel, as normas devem ser praticamente iguais ás da última declaração, porém com a inclusão de pequenos ajustes decorrentes da correção tabela de deduções, de 4,5 %.

Limite de isenção:

Com essa nova correção,  o limite de isenção mensal para o IR passa de R$ 1.566,61 em 2011 para R$ 1.637,11 este ano.  O limite de abatimento, por exemplo, da renda tributável na declaração simplificado também aumentará, passando de  R$ 13.317,09 para R$ 13.916,36.

Com essa aplicação ocorre uma correção de 4,5% nos limites das declarações obrigatórias para o assalariado que teve rendimento tributável anual de R$ 22.487,25 em 2010 para R$ 23.499,17 no ano passado.

Sobre as deduções, as mesmas passam a ser de R$ 1.889,65 por dependente,  R$ 2.958,22 com a educação e R$ 847,07 nas contribuições de trabalho doméstico para a Previdência Social.   Estes, no entanto, ainda precisam ser confirmados pela Receita.